DAQUI, o Jornal do Distrito Federal

quinta-feira, 18 de dezembro de 2014

Sony cancela lançamento do filme que retrata o regime norte-coreano

A Sony decidiu não colocar no mercado o filme "A Entrevista", uma paródia que enfureceu os norte-coreanos e desencadeou uma série de ameaças de hackers


A Sony Pictures anunciou na quarta-feira o cancelamento oficial da estreia do filme "A Entrevista", um filme que supostamente ofendia a Coreia do Norte e seu dirigente King Jong-un, prevista para 25 de dezembro. Ao mesmo tempo, crescem as suspeitas de que Pyongyang ordenou o ataque virtual em novembro contra o estúdio de Hollywood.

A Sony decidiu não colocar no mercado o filme "A Entrevista", uma paródia que enfureceu os norte-coreanos e desencadeou uma série de ameaças de hackers.  "Tendo como base a decisão da maior parte de nossos exibidores de não lançar o filme 'A Entrevista', decidimos não levar adiante a estreia nos cinemas", disse a Sony em comunicado. 

Os atores americanos Seth Rogen e James Franco protagonizam o filme, que conta a história de uma operação fictícia da CIA para assassinar o dirigente Kim Jong-un, repleta de piadas escatológicas e sexuais.
A imprensa americana informa que as autoridades que investigam o caso têm a certeza de que Pyongyang está por trás dos vazamentos de informações confidenciais da Sony. "Esta linha de investigação parece correta", afirmou à AFP uma fonte da Sony Pictures que pediu anonimato. O governo de Barack Obama "está se preparando para culpar a Coreia do Norte", afirmou o canal CNN. A acusação formal pode ser feita em breve.

O governo da Coreia do Norte negou qualquer envolvimento com o ciberataque, que segundo analistas pode ter sido executado por funcionários descontentes ou por simpatizantes de Kim Jong-un ofendidos com o filme.

A decisão da Sony de cancelar a estreia do filme, que chegaria aos cinemas americanos em 25 de de dezembro e no final de janeiro no Brasil, aconteceu depois que as principais redes de cinema anunciaram que não exibiriam o longa-metragem. Isto pode custar muito dinheiro para o estúdio, levando em consideração que o Natal é uma das épocas mais importantes de faturamento. A empresa também admitiu que não tem planos para lançar a comédia no futuro.

Desta forma, tiveram efeito as ameaças do autodenominado grupo GOP (Guardians of Peace, Guardiães da Paz), que na terça-feira mencionou os ataques de 11 de setembro de 2001 em uma advertência aos cinéfilos que desejavam assistir o filme.

"A Entrevista", em poucas palavras, é uma mistura entre um James Bond de araque e um longa-metragem ao estilo "Se Beber Não Case", dirigido principalmente ao público masculino que vai ao cinema em busca de diversão.

Mas o regime da Coreia do Norte prometeu "represálias cruéis" para um filme que considerava um "ato de terror sem sentido", apesar de ter negado estar por trás dos ataques cibernéticos que afetaram a Sony Pictures, estúdio que financiou o longa-metragem.

O filme conta a história do apresentador de um programa de TV, Dave Skylark (Franco), e seu produtor (Rogen), que têm a possibilidade de entrevistar o ditador do país mais fechado do mundo, que no filme é um grande fã do programa sensacionalista do jornalista.

Fiscais derrubam estrutura de supermercado Tatico em Ceilândia

Segundo a Agefis, a área de 3,3 mil m² havia sido ocupada irregularmente

O estabelecimento, localizado na CNN 1, foi multado em R$ 52 mil por descumprir o auto de interdição novamente

Parte da estrutura do supermercado Tatico, em Ceilândia, foi derrubada durante a madrugada desta quinta-feira (18/12). A operação, da Agência de Fiscalização do Distrito Federal (Agefis), prossegue durante esta manhã, com a participação de 500 servidores. O estabelecimento, localizado na CNN 1, foi multado em R$ 52 mil por descumprir o auto de interdição novamente. A unidade também recebeu outra multa, de R$ 7.056, por desobediência ao auto de intimação demolitória.
Além da retirada das marquises foram apreendidos mobiliários, equipamentos, mercadorias e produtos: supermercado não tem alvará de funcionamento

Desde 21h dessa quarta feira (17/12), agentes da Agefis, policiais militares, civis e bombeiros estão em frente ao Tatico. Muitos moradores acompanharam o processo. Segundo a agência fiscalizadora, além da retirada da primeira marquise, foram apreendidos mobiliários, equipamentos, mercadorias e produtos. A segunda estrutura de concreto é retirada agora pela manhã. O alvará de funcionamento foi anulado conforme publicação no Diário Oficial do DF, em 12 de setembro.

O supermercado Tatico foi reaberto em 2 de maio. O comércio havia sido fechado em 22 de março, pela quarta vez, pela Agefis. Segundo o órgão, o estabelecimento deve quase R$ 30 mil em multas, já recebeu diversos comunicados de reintegração de posse e de demolição, além de estar com o alvará de funcionamento vencido desde dezembro de 2013.

Na ocasião, a Agefis informou que a situação só se resolveria com a intervenção da Polícia Civil, pois, ao reabrir o supermercado sem autorização judicial, o comércio pratica o crime de desobediência. A Agefis afirma que os bens apreendidos serão encaminhados ao depósito e poderão ser recuperados - exceto os bens perecíveis-, mediante o pagamento de multa e dos custos da operação, com a apresentação de notas fiscais. 


Em protesto por salários, funcionários de creches bloqueiam o Monumental

Cerca de 300 trabalhadores fazem manifestação contra a falta de pagamento de salários; trânsito foi desviado


Funcionários de creches públicas do DF fazem protesto na manhã desta quinta-feira (18/12), em frente ao Palácio do Buriti e bloqueiam o trânsito na via N1. O congestionamento chega próximo à Torre de TV. Cerca de 300 trabalhadores chegaram a interditar as seis faixas da via, que foram liberadas por volta de 10h30.  Às 11h, manifestantes voltaram para o asfalto. Eles pedem que o governo pague os salários atrasados. 

Verônica Cordeiro, diretora de uma das creches, diz que a categoria não recebe desde setembro. "Os funcionários estão sem pagamento, sem 13º e nós viemos protestar porque a única resposta que temos é que o dinheiro vai entrar até 31 de dezembro", reclama. Segundo a servidora, o repasse só foi feito para quatro das 44 instituições. Cinco mil crianças são prejudicadas pelo atraso.

Funcionária de outra creche, em Ceilândia, Caroline Lima conta que os trabalhadores não recebem repasse do GDF há 120 dias. "Não temos dinheiro para transporte, nem alimentação. Tivemos de fechar as portas e as crianças estão voltando para casa", reclamou. Por volta das 10h10, um grupo de manifestantes foi recebido pelo  secretário de Estado da Administração Pública, Wilmar Lacerda.

O tráfego ficou complicado na região central de Brasília. O Batalhão de Trânsito está no local e organizou o desvio.

Polícia Federal confirma vazamento do tema da prova de redação do Enem 2014

Pelo menos três estudantes receberam foto do caderno de questões minutos antes do exame


 Imagem mostra folha do caderno de questões que trouxe os textos de referência e o tema da redação, "publicidade infantil" - Reprodução

TERESINA - O delegado regional de Combate ao Crime Organizado da Superintendência da Polícia Federal (PF) no Piauí, Alexandre Uchôa, confirmou nesta quinta-feira que houve vazamento do tema da prova de redação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2014 para ao menos três estudantes. O policial, no entanto, disse que não há indícios de vazamento em massa e que não há como afirmar se houve falha de segurança na gráfica que imprime os cadernos de questões.

A Polícia Federal do Piauí investiga desde o dia 13 de novembro denúncia do estudante piauiense Jomásio Barros, de 17 anos, que postou em sua conta no Facebook fotografia de seu telefone celular. Ele recebeu, via WhatsApp, uma imagem da folha do caderno de questões que trazia o tema da redação, “Publicidade Infantil em questão no Brasil”. A imagem chegou às 10h47 (11h47 no horário de Brasília) do dia 9 de novembro, portanto antes do início do segundo dia de prova.

Jomásio Barros prestou queixa na Polícia Federal e se disse indignado com o vazamento. No dia, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), responsável pelo Enem, informou em nota que não existia qualquer indício de que o tema tenha vazado, mas reforçou que a denúncia seria apurada com rigor. Outros dois estudantes do Piauí disseram que receberam a mesma imagem com o tema da redação.

Segundo Jomásio, a imagem foi enviada às 10h47 do domingo, uma hora e 13 minutos antes da aplicação do teste no Piauí. O jovem decidiu gravar um vídeo denunciando o ocorrido e compartilhá-lo na internet. Ele fez as provas do Enem no Colégio Machado de Assis, em Picos, no sul do Piauí

O delegado Alexandre Uchôa afirmou que realmente houve vazamento do tema da redação do Enem, mas que isso ocorreu já nos locais de aplicação das provas. Ele disse que não houve furto da prova de redação em uma gráfica ou empresa de transporte, o que tornaria o caso mais grave.

- Tecnicamente, o vazamento existiu, a perícia constatou que ele recebeu em seu celular o tema da prova antes do horário. Ele recebeu a foto minutos antes. Não foi vazamento da prova ter saído da gráfica, o vazamento pode ter ocorrido no local de aplicação das provas. A gente não tem ainda como comprovar o início do vazamento, mas foi poucos minutos antes das provas. Não quer dizer que vazou um dia antes, que a prova saiu da gráfica, não tenho nenhum elemento para dizer isso - explicou o delegado federal.

quarta-feira, 17 de dezembro de 2014

Os Simpsons completam 25 anos de sucesso e polêmicas

A família disfuncional mais querida da telinha chega, em boa forma, a um quarto de século


Completar 25 anos no ar não é fácil, especialmente com uma audiência tão expressiva como a d’Os Simpsons — a mais longa série animada exibida em horário nobre dos Estados Unidos. Apesar de não ostentar mais a média de 27,8 milhões de espectadores da 1ª temporada nem os 13,5 milhões da 10ª, os atuais 5,7 milhões que os personagens amarelos detêm são números que fazem inveja a qualquer série de sucesso.

A maratona especial em comemoração ao 25ª aniversário, em agosto, atingiu cerca de 25 milhões de pessoas durante os 12 dias de exibição, o que se tornou um dos melhores números da história recente da Fox norte-americana.


Enquanto isso, a audiência de 2014 de Os Simpsons na Fox Brasil é a maior da história da animação no canal. Em média, 18 milhões de pessoas por mês assistem a algum episódio deste que é o programa de maior audiência do canal brasileiro, segundo o Ibope.

O diálogo com temas atuais, a alusão direta a pessoas reais — incluindo políticos e celebridades — e os crossovers com outras animações mais recentes são alguns dos recursos para manter o show em constante diálogo com novas gerações. O episódio The Simpsons guy, em que os Simpsons visitam a família Griffin, foi assistido por 8,4 milhões de pessoas. A audiência foi 73% melhor do que a alcançada no capítulo de estreia do ano anterior dos protagonistas de Family guy .

Criação e influências

Nascido em 1954, o autor do desenho, Matt Groening, acabou convivendo com questões que se iniciaram a partir dos anos 1960 — como o desmembramento das famílias nucleares, o advento da pílula, do movimento feminista e, sobretudo, a Guerra do Vietnã — e que influenciaram na concepção da série.

“As problemáticas dos anos 1960 não são muito distintas das vivenciadas hoje, como divórcio e aborto. São debates que permaneceram, principalmente, no mundo ocidental, e que também colaboram para essa longevidade”, explica Alessandro de Almeida, professor de história do Instituto Federal Norte de Minas, pesquisador da série televisiva.

Priscila Harumi, autora do livro Guia de séries (um almanaque sobre os principais seriados dos últimos 25 anos), também aponta o humor ácido e o bom roteiro como pontos responsáveis pela longevidade do programa. “É uma atração muito bem escrita que abusa do politicamente incorreto. Além disso, as complexidades do personagem Hommer que são exploradas na trama fazem com que a atração se mantenha há tanto tempo no ar, analisa.”

A referência a diferentes países nos episódios também contribui para a identificação dos fãs estrangeiros. A mais recente temporada trouxe os Simpsons de volta às terras tupiniquins por conta da Copa do Mundo. Em 2002, o Brasil já havia sido citado no polêmico episódio O feitiço de Lisa, em que a filha mais velha resolveu ir ao Rio de Janeiro para ajudar Ronaldo, um órfão. O problema é que os dois capítulos foram considerados controversos por mostrar um Brasil estereotipado, com macacos circulando pelas ruas.

Correnteza arrasta carros no Plano Piloto e traz pejuízo aos moradores

Carro foi arrastado por todo o estacionamento externo da quadra 402 Norte
Na manhã seguinte à chuva que assustou Brasília nessa terça-feira (16/12), a Secretaria de Estado da Defesa Civil do DF começa a vistoriar as áreas atingidas. O Plano Piloto contabilizou prejuízos aos moradores, principalmente para os que usam as garagens dos prédios. Um dos carros estacionados na quadra 402 da Asa Norte foi arrastado pela correnteza
Os moradores do bloco F da 402 Norte acordaram assustados com os estragos. Assim que a chuva começou, todos os carros foram retirados da garagem, por medo de inundações. Apenas uma pessoa não conseguiu retirar o veículo, que permanece submerso. Ele aguarda a chegada dos bombeiros para a retirada da água.
A funcionária pública Marlene Farias, 45 anos, foi uma das moradoras que tinha o carro estacionado. "Com a força da correnteza, a água começou a levar todos os carros. Nós começamos a segurá-los para não serem levados", disse. "Essa água vem toda do Estádio Nacional. Ela não tem vazão e vem direto para a nossa quadra", acrescentou. Desde a última fote chuva, em 30 de novembro, a garagem do bloco G da mesma quadra permanece interditada. 
A funcionária pública Marlene Farias, 45 anos, foi uma das moradoras que tinha o carro estacionado. "Com a força da correnteza, a água começou a levar todos os carros. Nós começamos a segurá-los para não serem levados", disse. "Essa água vem toda do Estádio Nacional. Ela não tem vazão e vem direto para a nossa quadra", acrescentou. Desde a última fote chuva, em 30 de novembro, a garagem do bloco G da mesma quadra permanece interditada. 

O dono de um estúdio de fotografia da 311 Norte estima um prejuízo de R$ 70 mil em equipamentos eletrônicos. A loja fica no subsolo e foi totalmente inundada. Rodrigo Carleppi, 40 anos, conta que está no local há oito anos e nunca viu uma chuva desta proporção. " Quando me ligaram falando que tinha inundado, achei que era pouca coisa. Quando cheguei me assustei. O prejuízo é grande, principalmente porque nada disso tem seguro", disse.

Thiago Soares/CB/D.A Press
Na mesma quadra, o funcionário de uma academia ficou preso e precisou ser socorrido pelos bombeiros através da passagem de ar que liga o subsolo ao térreo do bloco comercial. Segundo o Corpo de Bombeiros, ele é um dos últimos a sair da estabelecimento e dormia quando a chuva começou. Ele só acordou quando o dono da academia o ligou preocupado com a chuva. 

Nevoeiro faz aeroporto de Brasília desviar 16 voos para quatro estados

Voos foram deslocados para Goiânia, Confins, Palmas e Guarulhos.
Operação foi afetada entre as 6h25 e as 8h57, segundo Inframerica.

.

O nevoeiro que encobriu Brasília na manhã desta quarta-feira (17) provocou o desvio de 16 voos do aeroporto de Brasília para os terminais de Goiânia, Confins, Palmas e Guarulhos. Outros cinco voos foram cancelados.
De acordo com a Inframerica, consórcio que administra o aeroporto, a operação foi afetada entre as 6h25 e as 8h57. Às 9h, todos os pousos e decolagens estavam liberados.
Na noite desta terça, uma chuva de três horas de duração provocou estragos em vários pontos de Brasília. A região mais afetada foi a Asa Norte. Estacionamentos amanheceram alagados, ruas ficaram tomadas pelo barro e várias regiões permaneciam sem energia pela manhã.
Até as 9h30, pelo menos 12 das 31 regiões administrativas da cidade registravam pontos com falta de luz. O Corpo de Bombeiros também não soube informar o número de atendimentos por causa do temporal (veja imagens dos estragos).
De acordo com o subsecretário de Operações da Defesa Civil, Sérgio Bezerra, 50 carros foram atingidos durante a chuva. Ele também afirmou que os bombeiros registraram mais de 50 chamadas no período.

terça-feira, 16 de dezembro de 2014

Conheça dicas para facilitar a escolha dos presentes no amigo secreto

Presentes neutros são opções para quem está na dúvida sobre qual presente comprar

Brincar de amigo oculto é uma boa alternativa para as famílias grandes. Uma versão divertida da brincadeira é a que cada participante compra um presente aleatório e, só na hora, há o sorteio. Nesse caso, é importante que os regalos sirvam tanto para os homens quanto para as mulheres. Selecionamos algumas sugestões bacanas.

Escola se recusa a matricular 3 crianças e é obrigada a pagar R$ 70 mil

Seis pessoas de uma mesma família ganharam na Justiça uma ação por danos morais contra o Colégio Alub. Na sentença, a instituição fica obrigada a pagar R$ 70 mil de indenização aos envolvidos em função do cancelamento da matrícula de duas crianças e um adolescente — esse último, com problemas neurológicos. Mesmo após o pagamento da primeira mensalidade, a escola rescindiu o contrato e devolveu o valor, sob a alegação de que não corresponderia às expectativas da mãe dos estudantes. 

Além da mãe e dos três filhos, o pai e a avó materna, responsável financeira pelas mensalidades escolares, fazem parte da ação. Segundo a mãe dos alunos, o problema ocorreu durante a renovação de matrícula. “Em 10 de outubro de 2013, fiz a renovação da matrícula dos três. Em 10 de dezembro, o cheque entrou, então fiquei descansada. Mas dias depois uma mulher me chamou e disse que não poderia corresponder aos meus sonhos de mãe. Depois disso, não deram qualquer tipo de explicação”, frisou Sandra*, 36 anos.

Revoltada após a recusa do colégio, Sandra chegou em casa aos prantos, o que teria desencadeado uma crise no filho mais velho, hoje com 13 anos. Ele sofre de síndrome de Tourette, um transtorno caracterizado por cacoetes físicos e vocais, e também de Transtorno de Deficit de Atenção com Hiperatividade, que tem como sintomas a desatenção, a inquietude e a impulsividade. “Ele ficou bastante nervoso e as minhas filhas choraram muito. Uma delas chegou a perguntar: ‘por que a escola expulsou a gente?”, relatou Sandra. A casa onde a família mora fica em frente ao colégio, fato que pesou na escolha da instituição de ensino.

Ainda segundo a mãe dos estudantes, os filhos são excelentes alunos e tiram boas notas. “Parece que não queriam por lá nenhum pai que fosse de encontro com as ideias deles. Da mesma forma, alunos que precisassem de maior atenção”, justificou. Para melhor desenvolvimento, o filho de Sandra precisaria de uma sala de aula separada para realização de provas, de mais tempo para responder aos exames e de uma pessoa para ler as questões para ele.

Transtornos

O contrato com o Alub foi rescindido em dezembro, quando muitas escolas entram em recesso, o que gerou mais transtornos. Na sentença, o juiz Caio Buccoli Sembongi, da 17ª Vara Cível, afirma que, além do “inconveniente de lidar com as emoções negativas”, a família se viu, em pleno fim do ano, avisada de que “as vagas supostamente já garantidas não existiam mais”, o que configurou mais que um aborrecimento cotidiano: um abalo psicológico passível de “dano moral indenizável”.

O Alub informou, por meio da assessoria de comunicação, que adotou os recursos legais para impugnar a sentença em todos os termos. A empresa confia na reversão da decisão, uma vez que ela contrariaria dispositivos do Código de Processo Civil. O advogado da família sustenta que o Alub tem 15 dias para pagar a indenização de forma espontânea, sob pena de execução da sentença”, justificou. O Tribunal de Justiça do DF e Territórios (TJDFT) foi procurado, mas não localizou o processo, que teria sido encaminhado para a 17ª Vara Cível de Brasília pelo MP.

Medalhista olímpica, Leila do Vôlei assume secretaria de Esporte

Derrotada nas urnas, a brasiliense e grande nome da seleção brasileira de vôlei agora toma a frente da secretaria da área em que sempre trabalhou

A secretária do Esporte escolhida por Rollemberg, Leila Barros, também conhecida como Leila do Vôlei, é nome conhecido nacionalmente. A brasiliense de 43 anos é atleta olímpica e jogou na seleção brasileira de vôlei de 1988 a 2008. Foi medalhista de bronze nas Olimpíadas de Atlanta 1996 e Sydney 2000. 

Coordenadora de projetos sociais em Brasília, fundou uma instituição no DF voltada à inclusão social e ao desenvolvimento socioeducacional, que já atendeu mais de 50 mil jovens, crianças e adultos. Foi comentarista esportiva da TV Globo por três ciclos olímpicos. 
Rodrigo Rollemberg vai extinguir 60% dos cargos comissionados

Futuro governador apresenta o secretariado e confirma os cortes de pessoal que virão a partir do primeiro dia de comando. Secretário de Fazenda é conhecido por reduzir despesas
Austeridade. Essa foi uma das palavras mais ouvidas da boca do governador eleito Rodrigo Rollemberg (PSB), ontem, durante solenidade de anúncio dos nomes do primeiro escalão do futuro governo. Um indicativo de que pretende unir o discurso à prática foi que o socialista informou a redução do número de pastas de atuais 34 (chegaram a ser 39) para 24 — mais a chefia de gabinete. Além disso, preocupado com a situação das contas públicas, cujo rombo é estimado em R$ 3,8 bilhões, o futuro chefe do Executivo reafirmou a intenção de extinguir 60% dos cargos comissionados de livre provimento, que somam cerca de 8 mil servidores — dados oficiais de novembro.

Outro indício da política de arrocho que deve vigorar no GDF a partir de 2015 é o nome do secretário de Fazenda (leia mais nas páginas 18 a 20). Ex-servidor do Banco Central e assessor especial da Casa Civil da Presidência de Fernando Henrique Cardoso, Leonardo Colombini comanda as finanças do governo de Minas Gerais desde 2010 —, mas começou a trabalhar no estado vizinho em 2003. Em terras mineiras, ajudou a articular o choque de gestão do governo tucano de Aécio Neves, mantido por Antônio Anastasia. As palavras de ordem do modelo eram justamente austeridade, aumento de arrecadação e redução das despesas, que estavam na ponta da língua de Rollemberg ontem.

Mal anunciou o secretariado e houve a primeira reunião, a portas fechadas, ainda no Brasília Palace hotel, onde ocorreu o anúncio, no espaço Athos Bulcão. Depois de um período de 15 dias até o fim do ano — no qual os secretários trabalham para preparar as bases da nova administração —, o governador eleito confirmou que as primeiras medidas oficiais serão financeiras. “A primeira tarefa são as ações que vão garantir a redução das despesas e o aumento da receita. São as medidas de austeridade para conseguir em pouco tempo o equilíbrio nas contas do DF”, explicou. Ele tem reclamado bastante de dinheiro. Ou melhor, da falta dele. E, pior, com muitas contas a pagar.

O diagnóstico desenhado pela equipe de transição, com base em informações repassadas pela atual gestão, carrega sem dó nas tintas vermelhas. O rombo, inicialmente previsto para R$ 2,1 bilhões, chegaria a R$ 3,8 bilhões, segundo dados divulgados pelo próprio Rollemberg no último sábado. No pacote, estão contas que deveriam ser pagas em 2014, mas que seriam deixadas para o ano que vem, sem dinheiro em caixa para isso. Esse quadro dramático, no entanto, é desmentido pelo governo petista. Apesar de vários problemas pipocando, como atraso de salários e pagamentos a fornecedores, há a garantia de que a casa estará em ordem em 31 de dezembro.

Ações positivas


Simultaneamente ao aperto no cinto dos gastos, o novo governador pretende mostrar à população que mudanças na condução do GDF. A intenção é não repetir o discurso de que assumiu uma “terra arrasada”, feito pelo atual governador, Agnelo Queiroz (PT) ao longo dos últimos quatro anos. Nesse sentido, Rollemberg traça no calendário o prazo de quatro meses. “A segunda tarefa é a agenda positiva dos próximos 120 dias, das ações e realizações. O que posso assegurar é que, a partir do primeiro dia, a população vai perceber que é um governo diferente”, frisou.

quarta-feira, 22 de outubro de 2014

Inscrições para a rede pública de ensino terminam nesta quinta-feira



Data é válida para alunos novos; pais devem realizar o procedimento por telefone ou pela internet


 As inscrições para alunos novos que desejam ingressar na educação infantil, ensino fundamental e médio da rede pública de ensino terminam nesta quinta-feira (23). Neste ano o procedimento poderá ser feito por telefone ou pela internet, e as alocações nas escolas serão realizadas de acordo com o CEP da residência ou do trabalho do responsável.


Para inscrever os estudantes, os pais ou responsáveis deverão entrar em contato pela Central Única de Atendimento Telefônico (156), opção 2, tendo em mãos o nome completo da criança, data de nascimento, nome do responsável e, principalmente, o CEP da residência ou do trabalho. Outra alternativa é acessar o site www.se.df.gov.br.


Os novos estudantes com deficiência deverão se inscrever até esta terça-feira (21). Os responsáveis devem procurar a Gerência Regional de Planejamento, Acompanhamento e Avaliação Educacional nas Regionais para fazerem o agendamento da triagem de seu filho.


Já o prazo para os estudantes da Educação de Jovens e Adultos (EJA) vai de 24 a 31 de outubro. Eles devem ligar para o 156, opção 2, com a possibilidade de escolha da escola que desejam estudar. A divulgação dos resultados para todos os procedimentos estará disponível no site da secretaria e nas Coordenações Regionais de Ensino no dia 17 de dezembro. 

Mais de 127 mil famílias já foram habilitadas pelo Minha Casa, Minha Vida/Morar Bem


 Lista com 750 nomes foi divulgada nesta terça-feira (21) no DODF


Mais 750 famílias do Distrito Federal, da Relação de Inscrição Individual do programa Minha Casa, Minha Vida/Morar Bem, foram habilitadas nesta terça-feira (21). A lista das pessoas que estão de acordo com a política habitacional foi divulgada noDiário Oficial do DF. Agora, já são 127.522 famílias habilitadas.


“Nem todas as pessoas inscritas no programa, quase 376 mil famílias, estão de acordo com a política habitacional do DF e aptas a receber a moradia de interesse social”, destacou a secretária de Habitação, Jane Diehl. Para a pessoa ser habilitada é preciso morar no DF há pelo menos cinco anos, nunca ter tido imóvel no DF, ter renda mensal de até R$ 8.688 e ser maior de 18 anos.


O próximo passo é encaminhar as famílias habilitadas que comprovaram os dados fornecidos no momento da inscrição ao banco – Caixa Econômica Federal ou Banco do Brasil – para assinatura do contrato de financiamento da moradia. Vale lembrar que a verificação de restrições financeiras referentes ao CPF é realizada pelo banco. 

Caminhoneiros retomam atividades nesta quarta-feira (22)


Representantes das empresas e Novacap entraram em acordo por reconhecerem esforços em negociações sobre pagamento



 Os caminhoneiros que prestam serviços à Novacap, paralisados desde segunda-feira (20), retomam suas atividades nesta quarta-feira (22). Após reunião entre os representantes das empresas – Coopercam e FCB – e da Novacap, os caminhoneiros concordaram retomar suas atividades contratuais em reconhecimento aos esforços, em andamento, para a solução dos problemas relativos a atrasos nos pagamentos.


Eles retomarão os trabalhos no apoio aos serviços de desobstrução de bocas de lobo, podas de árvores e recolhimentos de folhas secas, resíduos sólidos e outros objetos da rede de drenagem pluvial, além da locação de veículos, máquinas e equipamentos, corte de grama, bodas de árvores, manutenção e irrigação de canteiros. Durante a paralisação, esses serviços foram mantidos por equipes próprias da Novacap, sem prejuízos à população.

CEB Torpedo agiliza comunicação de falta de energia





Devido às previsões de fortes chuvas que devem cair sobre o Distrito Federal nesta semana, a CEB Distribuição orienta a população a utilizar o serviço de SMS (CEB Torpedo), caso haja necessidade de solicitar serviço de emergência. 

Em dias com muita demanda, o Call Center (116) fica congestionado e o CEB Torpedo facilita a vida do usuário. A Nota de Reclamação por Serviço é aberta imediatamente e o cliente recebe o protocolo também por SMS.

A CEB Distribuição destaca que atende a uma ordem de prioridades para o atendimento de emergência: locais onde haja hospitais e serviços emergenciais, locais onde morem pessoas doentes que necessitem de equipamentos energizados, locais em que haja cabos partidos, colocando pessoas em risco, e localidades em que tenha maior número pessoas afetadas pela falta de luz.

Clientes que utilizem aparelhos vitais em casa, devem se cadastrar em uma Agência de Atendimento da CEB. É preciso levar laudo médico.

Como usar o CEB Torpedo:
Envie uma mensagem SMS para o número 27323 com o seguinte conteúdo:
SL+código do Cliente.
A sigla SL significa “SEM LUZ”. O código do cliente está na parte superior direita da conta de luz.

Dica: deixe a mensagem salva no seu celular no formato correto e com o seu código de cliente. Assim quando você precisar não será necessário procurar um conta de luz para saber o código.

Policiais civis do DF mantém paralisação de 48 horas



Em Assembleia Geral Extraordinária realizada na tarde desta terça-feira (21), o Sindicato dos Policiais Civis do Distrito Federal (Sinpol-DF) decidiu manter a greve até quinta-feira (23), quando completa o prazo de 48 horas estabelecido anteriormente.
A categoria reivindica o reconhecimento em lei do nível superior para todos os cargos da PCDF. Há 18 anos, os policiais buscam a conquista. “Mesmo com a exigência do diploma de nível superior para entrar na Polícia Civil, alguns cargos das carreiras não são reconhecidos como tal, pois falta a regulamentação”, explica o presidente do Sinpol-DF, Rodrigo Franco. 
A próxima assembleia está marcada para amanhã (23) a partir das 14h30, em frente ao Ministério do Planejamento Orçamento e Gestão (MPOG), na Esplanada dos Ministérios.
Ação do MP
O Ministério Público do Distrito Federal (MPDF) entrou na justiça com pedido de ilegalidade da greve dos Policiais civis do DF. De acordo com Rodrigo Franco, presidente do Sinpol-DF, o sindicato não foi notificado sobre a ação do Ministério. “Não sabemos qual o conteúdo da ação. Quando a notificação chegar, encaminharemos para o departamento jurídico analisar se vai recorrer da decisão”, afirma.


Sobre o Sinpol-DF – Fundado em 1988, o Sindicado da Polícia Civil do Distrito Federal representa agentes de polícia, médicos legistas, peritos criminais, escrivães, agentes penitenciários, papiloscopistas e delegados na defesa dos interesses de classe e no relacionamento com governos Distrital e Federal, e com a Câmara Legislativa do Distrito Federal e o Congresso Nacional. A nova diretoria assumiu em maio deste ano e entre os principais pleitos estão: a valorização profissional, a reestruturação da carreira e o reconhecimento definitivo de todos os cargos que compõem a carreira de Polícia Civil como de nível superior.

ASSESSORIA DE IMPRENSA – SINPOL-DF
Proativa Comunicação

sexta-feira, 17 de outubro de 2014

Brasil teve 70% mais queimadas em 2014 que no ano anterior, indica Inpe

No acumulado do ano, Mato Grosso é o estado com mais focos de incêndio.
Foram registrados 140.907 pontos de queimadas até quinta (16).


 

Júlio Adans Marchiori Filho, de 64 anos, e seu filho, Ricardo, de 44 anos, tentam conter o fogo que chegou ao seu terreno na cidade de Secretário, na região serrana do Rio de Janeiro, nesta quinta-feira (Foto: Wilton Junior/Estadão Conteúdo)Júlio Adans Marchiori Filho, de 64 anos, e seu filho, Ricardo, de 44 anos, tentam conter o fogo que chegou ao seu terreno na cidade de Secretário, na região serrana do Rio de Janeiro, nesta quinta-feira (Foto: Wilton Junior/Estadão Conteúdo)
A quantidade de queimadas no Brasil entre 1º de janeiro e 16 de outubro deste ano aumentou 70% em relação ao mesmo período de 2013, de acordo com o site do sistema de queimadas do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais, o Inpe. Na comparação entre 1º a 16 de outubro de 2014 e 2013, a elevação de focos de incêndio no país aumentou 105%.
No acumulado do ano, foram 140.907 pontos de queimada até esta quinta-feira (16), contra 82.426 do ano passado. Mato Grosso foi a unidade federativa com mais focos, com 25.374 registrados, número 62% superior ao montante detectado no ano passado. O Pará vem em seguida, com 19.863 (+127%), seguido do Maranhão, que teve até agora 16.962 pontos de calor captados pelos satélites do Inpe.

Na somatória dos últimos 16 dias ocorreram 25.466 incêndios. Mato Grosso também aparece como o maior responsável pelas queimadas do país, com 4.115 focos (+211%) em relação ao mesmo período de 2013. Maranhão é o segundo da lista, com 3.608 pontos (116%). Minas Gerais vem logo depois, com 3.553 queimadas, alta de 435% em relação ao ano passado.
De acordo com o sistema do Inpe, de 1º de janeiro a 31 de dezembro de 2013 foram registrados 115.220 focos de incêndio no Brasil. Um ano antes, 2012, no mesmo período foram detectadas 193.838 queimadas no país.
Bombeiros vão retomar tentativa de controle do incêndio na Serra da Cantareira - GNews (Foto: Reprodução/GloboNews)Bombeiros durante tentativa de apagar incêndio na
Serra da Cantareira (Foto: Reprodução/GloboNews)
Situação crítica no Rio
No Rio de Janeiro, no Parque Nacional da Serra dos Órgãos, Região Serrana do estado, o fogo já destruiu 6 km² de vegetação dentro e fora do parque. As cidades que ficam dentro dos limites da área de preservação - Guapimirim, Magé, Petrópolis e Teresópolis – já receberam reforço nas equipes de Corpo de Bombeiros. São 200 bombeiros por dia, 20 carros e quatro aeronaves de plantão. Um gabinete para gerenciamento de crises foi criado pela corporação.
Em São Paulo, um incêndio atingiu a Serra da Cantareira e devastou uma área de 0,3 km², segundo levantamento do Corpo de Bombeiros. A suspeita é de que as chamas tenham começado após um balão cair na região. O fogo só foi controlado na terça-feira (14).
Em Minas Gerais, o fogo destruiu cerca de 25 km² da serra de Carrancas durante cinco dias e foi controlado apenas nesta sexta-feira (17). Duas pessoas morreram enquanto tentavam combater o incêndio e caíram em um buraco de cinco metros de profundidade.
Fogo é provocado pelo homem
Os satélites do Inpe conseguem diagnosticar todos os focos de incêndio que tenham pelo menos 30 metros de extensão por 1 metro de largura.

Quase todas as queimadas hoje são causadas pelo homem, seja de forma proposital ou acidental. As razões variam desde limpeza de pastos, preparo de plantios, desmatamentos e colheita manual de cana-de-açúcar até balões de São João, disputas por terras e protestos sociais.

Segundo o Inpe, as queimadas destroem a fauna e a flora nativas, causam empobrecimento do solo e reduzem a penetração de água no subsolo, além de gerar poluição atmosférica com prejuízos à saúde de milhões de pessoas e à aviação.
Denúncias de incêndios criminosos podem ser feitas ao Corpo de Bombeiros, às prefeituras, às secretarias estaduais do Meio Ambiente e ao Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis).

"A dramaturgia precisa do mocinho", diz Cauã Reymond

O ator Cauã Reymond volta a Milão, onde começou a carreira de modelo, para apresentar o guarda-roupa clássico do homem urbano



São 12h44 de um escaldante dia de verão em Milão. A cidade que Cauã Reymond conheceu adolescente agora o recebe como um homem-feito, ator bem-sucedido, dono de si e no auge da carreira. Ou seja, completamente diferente do menino de 18 anos que chegava ali para trabalhar como modelo, em 1998. “Eu era um duro, não tinha dinheiro para nada”, relembra o ator carioca. Na falta das ondas do Rio de Janeiro (as quais até hoje ele costuma surfar), sua diversão era ir ao Parque Sempione, no centro da cidade, com outros modelos brasileiros e curtir o dolce far niente. “Por mais que eu fosse jovem, aquela experiência me fez amadurecer e ter os meus sonhos”, afirma.
Cauã Raymond (Foto: Cliff Watts)

O contraste entre a cena de principiante e o seu momento atual não poderia ser maior. Cauã faz parte do grupo de atores mais disputados da TV Globo hoje, e teve, até aqui, um ano intenso de trabalhos. Foi protagonista em duas minisséries, O Caçador eAmores Roubados, participou de dois filmes – Alemão e Tim Maia (previsto para estrear nos cinemas no fim deste mês), além de ter conseguido um inesperado sucesso no exterior com o personagem Jorginho, de Avenida Brasil, graças à exportação da novela para emissoras de 125 países. De quebra, ainda enfileirou cenas de beijo técnico com Patricia Pillar, Cleo Pires e Isis Valverde, o que está longe de ser desprezível. Fato que, inevitavelmente, nos remete à sua vida pessoal. Há exatamente um ano, Cauã enfrentava o fim de seu casamento com Grazi Massafera, seguido de uma avalanche de especulações sobre uma possível relação com, justamente, Isis Valverde. Sua decisão foi manter-se firme e jamais discutir o assunto em público. Em nenhum momento de nossa conversa ele menciona o nome da ex-mulher. No entanto, no mês passado, havia boatos de uma reconciliação. Não por acaso, seu assessor é o mesmo de Chico Buarque e Marisa Monte – dois artistas conhecidos por uma conduta monástica quando o assunto é vida privada.
Cauã Raymond (Foto: Cliff Watts)

E o ano de 2015 não dá sinais de trégua ao ator. Sua agenda já está inteiramente comprometida com mais trabalhos, como os dois filmes dos quais também será coprodutor, Língua Seca e Azuis. Some a eles a adaptação para a TV do livro Dois Irmãos, de Milton Hatoum, na qual viverá um dos irmãos do título, e ainda um personagem na próxima novela de João Emanuel Carneiro.

Ninguém nem lembra muito bem como ou quando aconteceu, mas, de repente, Cauã dá a impressão de sempre ter estado ali, presente, em nossa sala de estar. Ou em Milão. O que o traz à cidade novamente, durante suas férias, é um convite de Giorgio Armani para assistir ao desfile da Emporio Armani, a linha mais jovem e fashion do estilista. Desde o ano passado, o ator passou a ser um “friend of the house”, sem contrato, mas com estreito relacionamento de amizade com a marca. O encontro com o sr. Armani fez com que ele conhecesse os escritórios da empresa, um deles um belo prédio minimalista projetado pelo arquiteto japonês Tadao Ando.

“É muito comum você ver marcas nas quais o diretor criativo vai mudando. Armani ainda está à frente de suas linhas depois de tantos anos”, diz o ator. Durante o breve encontro entre os dois, o cortejo parece ser recíproco. Armani dá um leve tapinha no rosto do ator e diz: “Che bello!”.
Cauã Raymond (Foto: Cliff Watts)

Antes de chegar a Milão, o ator estava surfando nas Ilhas Maldivas, onde passou as férias com o pai. Entre uma pausa e outra na sessão de fotos ele contava das ondas que pegou e das noites em que ficava acordado até tarde com o sr. José Marques para acompanhar os primeiros jogos da Copa do Mundo. São momentos simples, como esses, que ele diz valorizar a cada vez mais desde que a filha, Sofia, nasceu, há dois anos. Com a palavra, Cauã Reymond.
Você está sempre de camiseta e jeans. É sempre assim que você se veste?
 Sou bem básico. Tenho uma pilha de camisetas brancas, pretas e cinza. Sempre fui muito medroso. Vestia calça rasgada na época em que todo mundo usava calça rasgada. A minha era provavelmente a menos rasgada! Mas eu adoro quando tenho de vestir um terno. Acho gostoso, não sofro.
 
O homem está mudando o modo de se vestir?
O mundo mudou. A maneira como você se veste não quer, necessariamente, dizer que pertença a uma tribo. Os gays tendem a lançar moda e, anos depois, os outros homens se vestem igual. Na maioria das vezes, são os mais elegantes.

Você vê diferença entre São Paulo e Rio em relação à aparência?
Em São Paulo as pessoas arriscam mais, existe uma vanguarda. No Rio elas se vestem bem melhor do que há dez anos. Ainda é muito chinelo, bermuda e camiseta, a cultura da praia. O carioca é mais careta quando sai à noite.

O que é um gentleman para você? 
Ter educação. Meu avô era um gentleman. Ele se chamava Carlos Marques de Souza e era chamado de “prefeito do Leblon” no quarteirão onde morava. Era bem dândi, elegante, tinha um bigodão, vestia ternos de linho branco e abria a porta do carro para as mulheres.
Cauã Raymond (Foto: Cliff Watts)

Incomoda interpretar galãs hoje em dia?
Só fazer o galã e ficar restrito a isso pode incomodar. Mas não me sinto assim. Faço escolhas por filmes de baixo orçamento que talvez não alcancem tanto o grande público. É algo bobo ficar lutando contra o estigma de galã. A dramaturgia precisa do mocinho. Fazer só isso me incomodaria, mas nem sempre depende só de mim. Você é a peça de um quebra-cabeça. É um jogo de muitas pessoas.

Está preparado para contracenar com grandes atrizes internacionais? 
Acho que é mais fácil trabalhar com alguém que é muito bom. Para mim, é mais fácil ver nos olhos que a pessoa está ali no momento, pensando como personagem. A atuação tem hora de câmera. É como hora de voo: você vai ficando cada mais vez relaxado em frente à câmera.

Como você enxerga seu futuro?
Me vejo produzindo filmes nos quais eu não esteja, obrigatoriamente, atuando; sinto desejo de dirigir também. Mas estou muito confortável no meu momento atual.
 
O que vai mudar no país com as eleições?
Não sou a favor de nenhum partido, mas acho perigoso quando alguém está há muito tempo no poder. Não sou a favor de que o PT continue, por mais que, por muitos anos, eu tenha sido a favor. Acho que fizeram coisas bem bacanas para muita gente. Só acho que realmente estamos num momento de mudanças.

Que mudanças precisam ser feitas?
Sou contra votações veladas (no Congresso).  A gente não sabe quem está votando no quê. Não votamos neles para nos representarem? Precisamos saber que decisões estão tomando.